quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

Entrevista - por Vitória Severo, 6ºA

Estou aqui a entrevistar a minha tia que se chama Niúra Severo, guia-intérprete e vamos falar sobre como a pandemia afetou o seu trabalho e o seu dia a dia.

(fonte da imagem: www.agentemr.br.com)

V – Olá tia, será que nos podes falar um pouco sobre a tua profissão?

R – Olá Vitória! Na minha profissão estudei muito sobre o turismo, curso no qual se fala principalmente sobre geografia, cultura, hábitos e também se estudam línguas.

V – Que línguas falas?

R – Falo inglês, francês e espanhol.

V – Como costumas trabalhar e organizar tudo?

R – Apresento-me às agências (eu e os meus colegas) em seguida a agência chama-nos as vezes que forem necessárias. Dizem-nos qual o grupo com que vamos trabalhar, onde nos vamos encontrar e, claro, temos de seguir o plano do programa.

V – Como é o teu dia a dia?

R – No meu dia a dia costumo estudar sobre o sítio que vamos visitar, organizo tudo, como por exemplo: a hora a que eu e os turistas acordamos, a hora a que temos de sair de casa…e também decido o que comemos.

V – Mas eu sei que tu não organizas só visitas em Portugal. Como é que funcionam as visitas a outros países?

R – Eu decido propor-me fazer um exame e escolho, por exemplo, a Espanha. Então apresento um trabalho sobre Espanha e depois avisam-me se passei ou não no exame. Se não tiver passado, faço outro trabalho melhor. No meu caso, passei. Então posso levar um grupo de turistas a visitar os locais de Espanha que estudei…

(fonte: www.revistaestante.fnac.pt)

V – Que países já visitaste?

R – Já fui a muitos países, mas os meus favoritos foram a República Checa, a Alemanha, a Letónia… Fora da Europa foram o Brasil, a Índia, a Tailândia, o Vietname e o Camboja…

(fonte: www.vidadeturista.com)

V – Fizeste alguma viagem da qual tivesses gostado muito?

R – Sim, gostei muito de ir à Patagónia e foi uma das últimas visitas que fiz antes da pandemia.

V – E como é que a pandemia te afetou?

R – A pandemia fez com que parássemos completamente e agora já estou sem trabalhar há algum tempo, porque fecharam os aeroportos e as pessoas têm medo dos ajuntamentos.

V – Como é que ocupaste o teu tempo durante a quarentena?

R – No meu tempo estive a ter algumas formações online e fiz algumas caminhadas ao ar livre. Do que gostei muito, foi de poder costurar e de fazer as minhas criações.

V – Então, como é que agora ganhas dinheiro?

R – Ganhamos dinheiro a fazer pequenas visitas, apenas com cinco pessoas e só em Portugal. E no meu caso, faço carteiras e bolsas de cintura.

V – Muito obrigada pelo teu tempo e até à próxima.




quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Revista da turma 6ºG


Os alunos da turma 6ºG estão a produzir uma revista "Galáxia 6G", no âmbito de um projeto intercultural "Uma Escola Para Todos". 
Clica no link seguinte para poderes ler o primeiro número da revista:

https://cdn.flipsnack.com/widget/v2/widget.html?hash=x95o3997t9

Christmas Crackers Magazine

 


O esforço, empenho e dedicação dos alunos das turmas: 5º C; 5ºD; 5ºG; 6ºA; 6ºB e 6ºE na atividade de Natal: "Christmas Crackers", ficou registado em fotos que deram origem à revista que se apresenta no link abaixo:

https://madmagz.com/magazine/1823657

Poemas musicados pela turma do 6º E

 


Os alunos do 6º E musicaram alguns poemas.

Seguem-se os trabalhos que os alunos prepararam.


 


- Poema de Jorge Sousa Braga - "Herbário"

Musicado por Melanie, Lara, Jamila e Carolina (clica no link para ouvir)

https://drive.google.com/file/d/1M2-Kou09NHqkxSCJN24qjPIE9CdvhOC5/view?usp=sharing


- Poema de Álvaro Magalhães - "Aniversários"

Musicado por Ricardo, Luiz e Gabriel (clica no link para ouvir)

https://drive.google.com/file/d/1xBi2LIAP10HSMo9iXjm8JXBr-reW61Ja/view?usp=sharing



Entrevista a Bárbara Baldaia - pela turma do 6ºE

 


Bárbara Baldaia, 43 anos, foi entrevistada pela turma 6ºE da Escola Francisco de Arruda. Criámos um guião de entrevista e no dia combinado (05/11/2020), a nossa entrevistada falou connosco via Google Meet.



Vasco/Quélia: Qual é o seu nome completo?

Bárbara Baldaia (BB): O meu nome completo é Magda Bárbara Baldaia Santos Silva.


Catarina/Matilde: Qual a sua idade?

BB: Tenho 43 anos.


Alexandre/Misael: Onde e quando descobriu o seu dom jornalista?

BB: Na escola, estava no 8º ano. Na aula de Português, a professora pediu para fazer uma entrevista e eu gostei muito. Inventei uma entrevista a uma banda. Foi assim que descobri o meu dom de jornalista.


Beatriz-Luiz: O que a motivou para ser jornalista?

BB: O que me motivou para ser jornalista foi gostar muito de escrever em língua portuguesa e de contar histórias. Afinal de contas, ser jornalista é isso - contar histórias.


Suéli/Joice: Como se formou para ser jornalista?

BB: Formei-me a tirar o curso de Comunicação Social na Universidade do Minho e fui para Washington, nos Estados Unidos, tirar o curso de jornalismo. 


Jamila/Leonor: Em que ano acabou o curso? 

BB: Acabei o curso no ano 2000.


Melanie/Carolina: Tem mais do que um emprego?

BB: Essa é fácil de responder - não!


Ruben S./Fábio: Quando foi a primeira vez que participou num canal televisivo?

BB: A primeira vez que eu participei num canal televisivo foi no canal 11, em 2019. O canal ainda estava no início. Até lá, só trabalhei em rádios e jornais.


Lara-Flávio: Quando começou a trabalhar no canal 11?

BB: Foi logo quando o canal 11 abriu, no ano passado, em 2019.  


Santiago/Ana: Qual foi a sua primeira entrevista no Canal 11?

BB: A minha primeira entrevista no Canal 11 foi a um jogador muito antigo da seleção portuguesa, chamado Pauleta. 


Ruben T./Guilherme: Qual foi a sua entrevista favorita? Porquê?

BB: A minha entrevista favorita foi a um antigo jogador da seleção francesa, Lilian Thuram, que agora tem uma fundação antirracista. Gostei do tema porque, pessoalmente, preocupa-me.


Gabriel/Ricardo: O que achou da nossa entrevista?

BB: Gostei muito da vossa entrevista, porque acho engraçado pessoas da vossa idade fazerem este tipo de trabalhos e gostarem de jornalismo.